Você precisa de leveza?

jovem-com-lenco-azul-voador_1385-253

Atualmente, inúmeros autores relatam sobre o poder da chamada resiliência, a atitude de não se resignar e se adaptar a fatores como má sorte ou mudanças. A busca é tão intensa no assunto que os recursos humanos, por exemplo, tendem a buscar este perfil em seus novos candidatos.

Mas, como colocar a resiliência na prática? É tão fácil assim aceitar e seguir em frente? Talvez diante de um cenário político conturbado e crises em diversos aspectos, seja econômica, política ou social, o mundo parece um lugar cada vez mais conturbado de se viver, com um nível de infelicidade grande por toda parte, o que torna a vida um fardo para muitos e a resiliência um fator bastante distante da realidade da prática.

A presença da leveza de uma vida tranquila e com uma realidade condizente com nossa verdadeira essência é um produto que desejaríamos que tivesse na loja para vender. Mas como ter esta leveza, esta qualidade de vida se toda hora precisamos ser até mais que resilientes diante de tantos desafios?

Podemos não encontrar fórmulas prontas de resiliência para ajudar a combater os problemas e criar a realidade dos nossos sonhos, mas há sim como ir em busca de uma série de aspectos que melhoram a vida, se praticados com frequência e consistência. Alguns deles já podem ser postos em prática:

Dizer sim à vida: dizer não ao que não queremos para nós mesmos é um ato de autoestima. E dizer sim ao que não se pode modificar também é. A vida oferece um aprendizado através de cada situação e um olhar melhor, com amor para a nossa história, nos move a seguir em frente e, aceitando de coração, sem apego, transformamos a nossa vida para melhor.

Fazer o que se gosta: Já parou para pensar se você está no caminho profissional certo? Ou se pelo menos cultiva uma atividade como hobby que realmente lhe dê prazer?

Ter presença: já reparou quantas vezes estamos fisicamente em um lugar e a mente está em outro? Isso contribui para uma vida sem sentido e para uma mente atribulada, que tem tamanha quantidade de pensamentos que já não enxerga clareza neles e, o pior, nenhuma solução para nada.

Cultivar o espírito de comunidade: essa ideia de fazer o bem ao próximo parece coisa antiquada de santo ou dos nossos avós que tinham o hábito de ajudar os outros em suas comunidades, quando a vida não era essa loucura da cidade. Mas fazer bem ao próximo é uma das melhores maneiras de sentir-se mais feliz, abater a sensação de vazio e também de atrair novas amizades. Super moderno e saudável não?

Escolher “good vibes”: sentir-se bem é fator mandatório nas escolhas pessoais. Assim, nada de mal gosto ou tristeza ao escolher música, leitura, notícia, roupa, decoração, balada ou qualquer coisa. Tudo na vida é energia e rodear-se de energia boa é mais que uma necessidade para viver bem.

Organizar-se:  leveza e clareza de pensamentos só surgem na organização. Organize desde as prioridades da sua vida até o ambiente profissional e pessoal.

Viver a própria essência: fazer as escolhas que têm a ver conosco é que nos faz sentirmos bem. Sejam decisões mais complexas como relacionamento ou carreira até coisas mais simples como o que vestimos… todas, se feitas de acordo com quem realmente somos, farão com que nos sintamos plenos, leves, vivendo a nossa verdade.

Ter fé: a espiritualidade contribui para que nossa vida tenha um sentido maior, uma estrutura e uma força para superar os momentos mais difíceis. Procurar conectar-se com Deus através de uma fé que mais tenha a ver com você ajuda e muito.

Não parar de buscar: não desistir e buscar até o fim um contexto melhor para quaisquer que seja o seu desafio vai trazer um alívio muito grande. Assim, terapeutas, bons livros, palestrantes, líderes espirituais, meditação, profissionais … vá atrás de ajuda e antes de escolher quem vai te amparar, confira a seriedade de seu trabalho.

A vida é boa e vale a pena ser vivida. Mas para que ela seja leve, precisamos mover esforços.

A Kareemi, palestrante motivacional, conta sua bonita história de resiliência no projeto Estelar, apresentado pela Glambox. Confira:

 

 

Foto: freepik