Hygge, o segredo da Dinamarca

hygge1-thumb-780x519-162092

Em tempos mais que modernos e de autores como Marie Kondo despontam como  best-seller número 1 do New York Times e Feng-Shui é assunto comum, fica claro que a organização e as cores no ambiente também é felicidade.

Muitas pessoas vivem em ambientes tóxicos como as cidades grandes e sem verde, os ambientes corporativos luxuosos mas desprovidos de conforto, os apartamentos que não proporcionam o “mínimo” de sensação de “casa”.

Há uma forma de driblar tudo isso em pequenos passos.  Fazer uso daquilo que provoca sensações de bem-estar, o “aconchego” do lar. Prezar por itens como  limpeza, organização, compra de objetos com um design bonito, descarte de objetos inúteis são detalhes que fazem a diferença.

O estilo escandinavo, mais precisamente dinamarquês, de ambiente e de vida, tem feito sucesso nas prateleiras európeias e, agora, desponta no Brasil. Os dinamarqueses são experts em criar ambientes agradáveis: tudo baseado em sentidos. Com a filosofia de “boa vida”, eles investem em design, casas claras e cheias de objetos que dão uma sensação de tranquilidade, aromas como o chá com mel ou uma manta, texturas macias, luz do dia e lâmpadas e outros. Este lar tende a deixar a sensação de descanso e faz parte do chamado estilo “hygge”, este boom de sensações boas que os dinamarqueses estão disseminando para o mundo.

As experiências do dia a dia, se melhoradas, podem nos deixar muito mais felizes.

Leia: O segredo da Dinamarca, Helen Russel.

Fonte: https://www.facebook.com/The-Happiness-Research-Institute

download